Raul Proença: há futuro no eterno retorno?

  • Maria Celeste Natário Instituto de Filosofia da Universidade do Porto

Resumo

A partir do pensamento do filósofo português Raul Proença, e mais especificamente do seu ensaio “A filosofia de Epicuro e a concepção heróica da vida”, publicado em 1922, refletimos neste ensaio sobre alguns traços essenciais da sua visão do tempo-futuro e do tempo do ser, o que, na obra de Raul Proença, implica o seu diálogo com o filósofo alemão Nietzsche a respeito do “eterno retorno”.

Palavras-chave

Futuro; Tempo; Eterno retorno; Raul Proença; Nietzsche

  • Resumo visualizado = 16 vezes
  • PDF visualizado = 27 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-21
Como Citar
NATÁRIO, Maria Celeste. Raul Proença: há futuro no eterno retorno?. Biblos, [S.l.], n. 3, p. 65-78, mar. 2018. ISSN 2183-7139. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/biblos/article/view/5431>. Acesso em: 14 ago. 2018.
Edição
Secção
Futuros