Vestígios para um amanhã

  • Sérgio Alexandre Gomes Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património. Universidade de Coimbra

Resumo

Neste texto pretendemos contribuir para a discussão sobre como no estudo do passado se pode proporcionar uma oportunidade de trabalhar nas condições do futuro. A partir das propostas da arqueologia simétrica, vamos enfatizar o modo como uma práxis guiada pelo princípio da simetria e uma atitude de compreensão permitem o surgimento de pontos de vista que resistem aos imperativos disciplinares. Estes pontos de vista permitem produzir um registo arqueológico desalinhado da direção inicial de pesquisa. No seu desalinhamento, o registo arqueológico transforma-se num foco de resistência para reabrir as possibilidades da disciplina participar na configuração das possibilidades do futuro.

Palavras-chave

Arqueologia simétrica; Compreensão; Registo arqueológico; Resistência; Por vir

  • Resumo visualizado = 23 vezes
  • PDF visualizado = 22 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-03-21
Como Citar
GOMES, Sérgio Alexandre. Vestígios para um amanhã. Biblos, [S.l.], n. 3, p. 169-192, mar. 2018. ISSN 2183-7139. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/biblos/article/view/5436>. Acesso em: 21 out. 2018.
Edição
Secção
Futuros