A descrição normalizada de arquivos como condição sine qua non para a eficaz recuperação e comunicação da informação na Web

  • Gracinda Maria Ferreira Guedes Arquivo da Universidade de Coimbra

Resumo

O presente artigo, desenvolvido no contexto de Arquivos definitivos ou históricos, procura evidenciar a importância de descrever fundos de forma normalizada, à luz das Orientações para a Descrição Arquivística (ODA), de modo a criar instrumentos de descrição que agilizem a recuperação e a comunicação da informação neles contida. Após uma breve contextualização teórica da Arquivística e dos seus procedimentos, apresentam-se algumas reflexões relativas a estes mesmos procedimentos, no que toca à construção de instrumentos normalizados – fiáveis e interoperáveis, através das plataformas Web de gestão/descrição documental – e à comunicação desses instrumentos via Web. Seguidamente faz-se uma breve descrição, com alguns pontos de reflexão, relativa à plataforma automatizada de descrição arquivística Archeevo, concluindo o artigo com uma breve súmula dos aspetos mais relevantes a ter em conta na descrição normalizada da informação e dos impactos que daí advêm para a sua comunicação.

  • Resumo visualizado = 35 vezes
  • PDF visualizado = 67 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gracinda Maria Ferreira Guedes, Arquivo da Universidade de Coimbra
Arquivo da Universidade de Coimbra
Publicado
2015-10-29
Como Citar
GUEDES, Gracinda Maria Ferreira. A descrição normalizada de arquivos como condição sine qua non para a eficaz recuperação e comunicação da informação na Web. Boletim do Arquivo da Universidade de Coimbra, [S.l.], v. 28, p. 191-210, out. 2015. ISSN 2182-7974. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/boletimauc/article/view/2188>. Acesso em: 25 maio 2018.
Secção
Estudos

Palavras-chave

Arquivos portugueses; Descrição arquivística normalizada; Orientações para a Descrição Arquivística (ODA); Comunicação/ recuperação de informação; Plataforma Archeevo