La (in)visibilización de los moriscos en los registros bautismales de Castilla la Nueva (1570-1610)

  • Francisco J. Moreno Díaz del Campo Universidad de Castilla-La Mancha

Resumo

Os registros paroquiais são uma fonte documental fundamental para o conhecimento da minoria dos mouriscos, especialmente em relação à sua demografia e as suas práticas religiosas. Isto deve-se, em grande medida, a que os cristãos-novos de origem muçulmana foram identificados como tais de forma explícita nos registos de batismo, casamento e óbito. No entanto, desgraçadamente esta situação nem sempre aconteceu, o que gerou a aparente desaparição dos mouriscos na documentação.


Este artigo analisa quais foram as fórmulas de identificação utilizadas pelos párocos de Castela para inscrever os batizados mouriscos e discute as razões que provocaram a desaparição de muitos deles nessa mesma documentação.

Palavras-chave

Registros paroquiais, Moriscos, séculos xvi‑xvii

  • Resumo visualizado = 10 vezes
  • PDF visualizado = 11 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-26
Como Citar
MORENO DÍAZ DEL CAMPO, Francisco J.. La (in)visibilización de los moriscos en los registros bautismales de Castilla la Nueva (1570-1610). Boletim do Arquivo da Universidade de Coimbra, [S.l.], v. 31, n. 2, p. 49-78, dez. 2018. ISSN 2182-7974. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/boletimauc/article/view/5752>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Secção
Estudos