Reflexões sobre sincronização dos ciclos económicos no Mercosul e na Zona Euro

  • António Caleiro
  • José Manuel Caetano

Resumo

A sincronização dos ciclos económicos é uma das condições necessárias para um adequado funcionamento de uma zona monetária1. Aquando da adesão dos países membros da União Europeia à Zona Euro houve alguma preocupação com este aspeto. No caso do Mercosul, a inexistência de uma moeda única tem permitido uma superior flexibilidade às políticas monetárias e orçamentais dos países integrados, tudo isto podendo contribuir para uma maior sincronização (natural) dos ciclos económicos. Assim, é nosso objetivo proceder a uma análise de sincronização dos ciclos económicos no Mercosul e na Zona Euro, de forma a verificar se o facto de existir, ou não, uma moeda comum contribui para uma maior (resp. menor) sincronização dos ciclos económicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-07-03
Como Citar
CALEIRO, António; CAETANO, José Manuel. Reflexões sobre sincronização dos ciclos económicos no Mercosul e na Zona Euro. Debater a Europa, [S.l.], n. 16, p. 111-128, jul. 2017. ISSN 1647-6336. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/debatereuropa/article/view/4385>. Acesso em: 21 out. 2017.