• Fernando Távora. A Polémica do Freixo
    No 1

    (...)

    Quando as "estruturas democráticas de decisão", ou alguém a elas ligado, encomendam a Fernando Távora o projecto para a recuperação do Palácio do Freixo, tudo parecia pacífico, linear, predistinado a acabar bem.

    (...)

    Só que Távora, num primeiro momento, não se vai limitar à execução de um projecto de recuperação física, construtuva, do objecto disponível, transcende essa incumbência e propõe a retoma do significado espacial do Palácio do Freixo, recuperando també, a sua centralidade barroca, nem que para isso tenha que demolir as edificações que, durante o século XX, se lhe foram justapondo.

    (...)

    No seu número de arranque, a ECDJ quis contar com depoimentos sobre a questão do Palácio do Freixo, depoimentos que se soubessem despojar da ornamentação polemista e que pudessem ser inebriados pelo desejo de falar de Arquitectura. Para isso convidou Alexandre Alves Costa, António Olaio, João Paulo Rapagão, Jorge Figueira, Manuel Mendes, Vitor Murtinho e Domingos Tavares.

    Eis os resultados das suas reflexões.

    (Bandeirinha, 1999, 10-11)

  • Ressurreição Santa Clara-a-Velha
    No 12 (2009)

    O Mosteiro de Santa Clara-a-Velha abriu as portas ao público no passado mês de Abril de 2009, com a inauguração de um novo edifício, um Centro Interpretativo do sítio arqueológico, autoria dos arquitectos Alexandre Alves Costa, Sergio Fernandez e Luís Urbano, que foi distinguido com o Prémio Municipal ‘Diogo Castilho, atribuído pela Câmara Municipal de Coimbra no dia 4 de Julho 2009, exactamente no mesmo dia em que foi inaugurada a Exposição Ressurreição, a primeira a ser instalada no espaço destinado a Exposições Temporárias desse edifício.

    O nº 12 da revista ecdj é motivado por esta dupla celebração, e pretende documentar tanto a Exposição Ressurreição como o ressurgimento do Mosteiro, que é verdadeiramente um ressurgimento glorioso, depois de ter sido abandonado definitivamente pelas freiras clarissas em 1677, há mais de 300 anos.

     

    Editores convidados: José António Bandeirinha, Nuno Correia, António Olaio

  • Construir (na) memória
    No 11 (2008)

    O número 11 da ecdj publica os resultados de mais um workshop organizado pelo Centro de Estudos de Arquitectura e, desta vez, em parceria com a Câmara Municipal de Penela, que ocorreu em Julho de 2007. Tal como aconteceu no primeiro workshop em Montemor-o-Velho, realizado em 1996, regressamos agora a um concelho de pequena dimensão para compreender o potencial urbano destes territórios ancorados entre uma forte presença da natureza e um espaço construído consolidado.

    Sob o desafia de construir (na) memória, apresentamos as propostas de Álvaro Siza para a Villa romana do Rabaçal e os projectos das equipas coordenadas por Alfonso Penela, João Luís Carrilho da Graça e José Gigante.

     

    Editores convidados: Alexandre Alves Costa, José António Bandeirinha e Nelson Mota

1 - 3 of 3 items