Acerca de Silva Dias no seu centenário: evocação em jeito de História e de memória

  • Luís Reis Torgal Faculdade de Letras da UC/CEIS20

Resumo

Evocar um autor pode supor uma análise histórica objetiva e um recurso à memória, ou seja, ao testemunho pessoal do autor. Foi isso que se pretendeu fazer, ao escrever este artigo sobre José Sebastião da Silva Dias. Assim, analisou-se Silva Dias como ideólogo, que foi passando de uma perspetiva católica e integralista, com um lastro social, para uma perspetiva socialista democrática. Mas também se tentou mostrar que Silva Dias chegou a essa ideologia, através de uma análise objetiva da História, em que se interligava o conhecimento do documento com a reflexão filosófica. Acima de tudo, como modernista e como contemporaneísta (neste caso mais como orientador de investigação) deve-se-lhe uma «escola» ou «escolas». No fundo renovou a historiografia, lançando as bases, desde os anos de 1960, dos estudos científicos da História Contemporânea.
  • Resumo viewed = 1 times
  • PDF viewed = 8 times

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-11-18
Como Citar
TORGAL, Luís Reis. Acerca de Silva Dias no seu centenário: evocação em jeito de História e de memória. Revista de História das Ideias, [S.l.], v. 34, p. 57-85, nov. 2016. ISSN 2183-8925. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rhi/article/view/3762>. Acesso em: 18 nov. 2017.
Secção
Artigos

Palavras-chave

Silva Dias; Ideologia católica; Integralismo; Historiografia; História Moderna e Contemporânea