Ninguém ouve quando todos falam: sobre o futuro dos meios de comunicação social na vida mediática

  • Mark Deuze Universidade de Amesterdão

Resumo

O futuro da comunicação social enquanto indústria e em termos dos profissionais a que dá emprego é analisado utilizando a teoria da comunicação social e a perspetiva da produção relativamente à comunicação social enquanto trabalho. Dada a dependência da sociedade nos meios de comunicação para contar as suas histórias, e o facto de as vidas quotidianas das pessoas serem representadas nesses mesmos meios de comunicação, o momento em que estes mundos colidem constitui um ponto de partida excelente para uma exploração futurística. Utilizando uma taxonomia dos meios de comunicação social como artefactos, atividades e organizações sociais, o trabalho mediático é analisado do ponto de vista de uma oportunidade estética, de uma chamada ética à ação e de uma responsabilidade social.

Palavras-chave

Teoria dos media, trabalho mediático, consumo mediático, novos media

  • Resumo visualizado = 120 vezes
  • PDF visualizado = 19 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-09
Como Citar
DEUZE, Mark. Ninguém ouve quando todos falam: sobre o futuro dos meios de comunicação social na vida mediática. Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, [S.l.], n. 4, p. 11-37, nov. 2017. ISSN 2183-6019. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/mediapolis/article/view/4775>. Acesso em: 28 maio 2018.