Corpo, mídia e sexo no século XXI: da pornotopia para a atopia sexual

Resumo

Este artigo analisa a relação entre corpo, mídia e sexo no século xxi. Traçando um breve panorama da relação entre tecnologias comunicativas e práticas sexuais, observaremos como os usos de diferentes mídias conformaram determinadas formas de se relacionar com o corpo nu e com o sexo. Se a pornografia consumida nos meios de comunicação de massa (revista, cinema, VHS, etc.) constituiu aquilo que Preciado (2010) intitulou “pornotopia”, concluirei, a partir da análise de três casos paradigmáticos escolhidos por mim, que os dispositivos digitais (webcam, smartphone, gadget, etc.) têm constituído uma espécie de “atopia sexual”, propiciando o surgimento de novas formas de sentir ao desconectar a sexualidade dos imperativos espaciais, temporais e, até mesmo, corporais.

Palavras-chave

corpo, mídia, sexo, tecnologia digital, sexualidade, pornografia

  • Resumo visualizado = 101 vezes
  • PDF visualizado = 69 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-28
Como Citar
PATZDORF, Danilo. Corpo, mídia e sexo no século XXI: da pornotopia para a atopia sexual. Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, [S.l.], n. 7, p. 171-184, dez. 2018. ISSN 2183-6019. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/mediapolis/article/view/6115>. Acesso em: 20 jan. 2019.