Pós-feminismo, misoginia online e a despolitização do privado

  • Cláudia Álvares Universidade Lusófona. /CIES-Instituto Universitário de Lisboa, CIC.Digital - Pólo FCSH/NOVA

Resumo

Este artigo problematiza os pressupostos do pós-feminismo, à luz da constatação de que as crescentes oportunidades de participação promovidas pelas novas tecnologias nem sempre estão em consonância com a defesa de valores democráticos. A arquitectura das Redes, as quais proporcionam um determinado grau de anonimato, facilita a desinibição, ausência de civilidade e publicitação da intimidade, legitimando uma cultura de misoginia que reencena estruturas sociais normativas, por vezes sob a capa de promoção de uma aparente emancipação.

Palavras-chave

pós-feminismo; política de entretenimento; violência de género; intimidade pública

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-10-11
Como Citar
ÁLVARES, Cláudia. Pós-feminismo, misoginia online e a despolitização do privado. Media & Jornalismo, [S.l.], v. 17, n. 30, p. 99-110, out. 2017. ISSN 2183-5462. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/mj/article/view/4719>. Acesso em: 21 out. 2017.
Secção
Artigos