A POESIA BARROCA NOS MANUAIS E ANTOLOGIAS ESCOLARES: DESCENTRAR O CÂNONE?

  • Marta Marecos Duarte CLP, Universidade de Coimbra

Resumo

O presente texto tem como intuito geral mapear a presença da poesia do período barroco nos manuais e seletas escolares desde meados do século XIX até à atualidade. Para tal, centramo-nos na análise dos excertos críticos e comentários numa antologia em que as composições dos cancioneiros barrocos assumem destaque: Textos Literários – Séculos XVII e XVIII, da autoria de Maria Ema Tarracha Ferreira. Tendo sido publicada pela primeira vez em 1967, esta obra conheceu várias edições ao longo da década de 70 do século XX e constitui a fonte de onde se extraiu o pequeno conjunto de poemas no manual Aula Viva de Literatura Portuguesa (10.º ano), de 2010. Procurando compreender em que medida o cânone escolar reflete a evolução das perspetivas da história e da crítica literária, este estudo levar-nos-á em última instância a indagar sobre uma conceção definidora do cânone da literatura portuguesa.

Palavras-chave

poesia barroca, antologias escolares, cânone, literatura portuguesa

  • Resumo visualizado = 17 vezes
  • PDF visualizado = 14 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-27
Como Citar
DUARTE, Marta Marecos. A POESIA BARROCA NOS MANUAIS E ANTOLOGIAS ESCOLARES: DESCENTRAR O CÂNONE?. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 6, p. 401-421, dez. 2017. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/4896>. Acesso em: 26 abr. 2018.
Secção
Secção Não-Temática