O OUTONO DA ESCRITA: AS ÚLTIMAS PÁGINAS DE MACHADO DE ASSIS E A PROMESSA NÃO CUMPRIDA DO BRASIL

English

  • Pedro Meira Monteiro Universidade de Princeton

Resumo




No último romance de Machado de Assis, o Memorial de Aires (1908), os personagens principais se veem presos entre, de um lado, um “passado abolido”, relacionado ao Império que fenecia e ao fim da escravidão, e, de outro lado, a ausência de qualquer futuro. A falta de esperança se expressa por meio da poderosa projeção poética de um mundo que parece jamais poder ser alterado. Assim sendo, o objetivo deste artigo é revelar como a lentidão e a indefinição, na narrativa tardia de Machado de Assis, produzem uma crítica velada, conquanto profunda, das promessas não cumpridas da República brasileira.




Palavras-chave

Machado de Assis, Memorial de Aires, história e literatura, estilo tardio

  • Resumo visualizado = 28 vezes
  • PDF (English) visualizado = 18 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Meira Monteiro, Universidade de Princeton

Pedro Meira Monteiro is professor and chair in the Department of Spanish and Portuguese at Princeton University. Working in the intersection of intellectual history and literature, he has combined academic production with the writing of shorter texts for cultural magazines, blogs and newspapers. He has edited and authored several books, among them Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda: Correspondência (2012), The First Class: Transits of Brazilian Literature Abroad (also available in Portuguese and Spanish, 2014), Signo e desterro: Sérgio Buarque de Holanda e a imaginação do Brasil (2015), and Futuro abolido: Machado de Assis e o Memorial de Aires (tempo, história e literatura) (forthcoming).

Pedro Meira Monteiro é professor e chefe do Departamento de Espanhol e Português na Princeton University, nos Estados Unidos. Trabalhando sobre história intelectual e literatura, tem combinado a produção acadêmica à escrita de textos curtos para revistas culturais, blogs e jornais. É autor e organizador de diversos livros, entre eles Mário de Andrade e Sérgio Buarque de Holanda: Correspondência (2012), A primeira aula: trânsitos da literatura brasileira no estrangeiro (disponível também em inglês e espanhol, 2014), Signo e desterro: Sérgio Buarque de Holanda e a imaginação do Brasil (2015), e Futuro abolido: Machado de Assis e o Memorial de Aires (tempo, história e literatura) (no prelo).

Publicado
2017-10-02
Como Citar
MEIRA MONTEIRO, Pedro. O OUTONO DA ESCRITA: AS ÚLTIMAS PÁGINAS DE MACHADO DE ASSIS E A PROMESSA NÃO CUMPRIDA DO BRASIL. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 6, p. 61-80, out. 2017. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/5159>. Acesso em: 20 out. 2018.