DA ESCRITA ANTROPOFÁGICA – TEORIAS E PRÁTICAS DA SÁTIRA MODERNA

  • António Sousa Ribeiro Faculdade de Letras da UC e Centro de Estudos Sociais

Resumo

Tendo em particular atenção o entrosamento indissolúvel entre ética e estética essencial à definição do modo satírico, percorrem-se algumas dimensões da sátira moderna, com referência especial à obra do escritor austríaco Karl Kraus.

Palavras-chave

Sátira, Fernando Pessoa, Karl Kraus, violência, Primeira Guerra Mundial

  • Resumo visualizado = 23 vezes
  • PDF visualizado = 14 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

António Sousa Ribeiro, Faculdade de Letras da UC e Centro de Estudos Sociais

António Sousa Ribeiro é professor catedrático da Secção de Estudos
Germanísticos do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Entre outros
cargos, foi, nesta Faculdade, presidente do Conselho Científico e director
do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas. É também
investigador sénior do Centro de Estudos Sociais da UC, a cujo
Conselho Científico presidiu entre 2003 e 2007 e onde é presentemente
coordenador da direção. Foi, entre 1991 e 2008, responsável
pela Revista Crítica de Ciências Sociais. É coordenador dos programas
de doutoramento “Pós-Colonialismos e Cidadania Global” e
“Discursos: Cultura, História, Sociedade”. Publicou extensamente
sobre diferentes tópicos no âmbito dos Estudos Germanísticos (em
particular sobre Karl Kraus e a modernidade vienense), da Literatura
Comparada, dos Estudos Culturais, dos Estudos Pós-Coloniais,
dos Estudos de Tradução e dos Estudos sobre a Violência. Tem-se
dedicado igualmente à tradução literária (e.g. Karl Kraus, Os últimos
dias da humanidade, Bertolt Brecht, Franz Kafka, Hermann Broch).

Publicado
2018-07-19
Como Citar
RIBEIRO, António Sousa. DA ESCRITA ANTROPOFÁGICA – TEORIAS E PRÁTICAS DA SÁTIRA MODERNA. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 7, p. 49-69, jul. 2018. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/5819>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Secção
Secção Temática