A VERSÃO PORTUGUESA DO DIABO COXO: DA SÁTIRA AO MORALISMO

The Portuguese Version of the Diabo Coxo: From Satire to Moralism

  • Sara Augusto CPCLP, Instituto Politécnico de Macau; CLP

Resumo

No campo da literatura portuguesa barroca, e de forma mais específica no âmbito da ficção narrativa deste período, este trabalho pretende desenvolver e conjugar dois vetores. Em primeiro lugar, tem como objetivo demonstrar como a ficção enquadrou a sátira no espaço que se estende entre a sedução do leitor e a veiculação de conteúdo moral e doutrinário. De acordo com os parâmetros do “dizer mal”, a sátira na ficção parece também desenvolver-se dentro da mesma convencionalidade. Em segundo lugar, este trabalho pretendeu apresentar brevemente o manuscrito inédito, O Diabo Coxo, estabelecer a sua filiação nos modelos fundadores do motivo, e mostrar como a versão portuguesa, que pretendia ser uma adaptação ao modus vivendi nacional, parece ter optado por uma submissão da sátira e da sua irreverência a padrões estabelecidos pela literatura ficcional moralista seiscentista e setecentista.

Palavras-chave

Sátira, O Diabo Coxo, ficção barroca, literatura moral, convenção

  • Resumo visualizado = 16 vezes
  • PDF visualizado = 20 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Augusto, CPCLP, Instituto Politécnico de Macau; CLP

Sara Augusto é Professora Adjunta no Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau desde 2016, onde faz investigação, dando também formação de Literatura, História, Cultura e Sociedade dos Países de Língua Portuguesa, nas Universidades chinesas. Licenciada em Línguas Clássicas e com Mestrado em Literaturas de Língua Portuguesa, é doutorada em Literatura Portuguesa com a tese A Alegoria da ficção romanesca do Maneirismo e do Barroco. Foi docente e investigadora desde 1991 na Universidade Católica Portuguesa e desde 2009 na Universidade de Coimbra, tendo sido investigadora auxiliar no Centro de Literatura Portuguesa, e colaborou pontualmente com a Universidade de Lisboa e a Universidade do Porto. No âmbito da sua formação e investigação (Literaturas de Expressão Portuguesa e Literatura Portuguesa, estudos literários e edição de texto) apresentou trabalhos, publicou em revistas, colaborou em livros, em Portugal e no estrangeiro. Publicou e organizou cinco livros científicos: Descrição da Cidade de Viseu, 1638 (Viseu, 2002), A Alegoria da ficção romanesca do Maneirismo e do Barroco (FCG/FCT, 2010), D. Francisco Manuel de Melo e o Barroco Peninsular (coordenação, CLP/IUC, 2010); A Guerra Interior, do Padre Matias de Andrade, 1743 (CLP/Quartzo Editora, 2012). O último título foi já em Macau: Português com textos (IPM,
2017).

Publicado
2018-07-27
Como Citar
AUGUSTO, Sara. A VERSÃO PORTUGUESA DO DIABO COXO: DA SÁTIRA AO MORALISMO. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 7, p. 127-143, jul. 2018. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/5855>. Acesso em: 17 dez. 2018.
Secção
Secção Temática