OS PRIMÓRDIOS DO ROMANCE PORTUGUÊS DE ATUALIDADE: DEPRAVAÇÃO SOCIAL E EXACERBAÇÃO IDEALISTA

Early Portuguese Novels of Contemporary Life: Social Depravity and Idealistic Excess

  • Ofélia Paiva Monteiro CLP - Universidade de Coimbra

Resumo

Neste estudo, recordam-se dois textos “menores” do início da nossa produção romanesca de matéria contemporânea, surgida nas duas décadas que separam as Viagens de Garrett (1843-1846) das obras de Júlio Dinis (publicadas entre 1866 e 1871): Memórias de um Doido (1849/1859), de António Pedro Lopes de Mendonça, que José Augusto França reeditou modernamente, outro quase completamente esquecido, O Cético (1852), de D. João de Azevedo. Pretende-se deixar em relevo quanto a ficção que representam, mesmo sem grande qualidade, documenta, integrando uma componente satírica muito forte, importantes encruzilhadas ideológicas e literárias que então se colocaram: por um lado, a condenação da falsidade moral, da corrupção social e da arteirice política do liberalismo espúrio de meados do século, marcado por jogos de poder, ganância, nepotismo; por outro, o pendor da poesia lírica (ultrarromantismo), também presente na própria ficção, para se centrar nas aspirações da alma poética, sedentas de uma luz que aliena da mesquinhez do real.

Palavras-chave

António Pedro Lopes de Mendonça, D. João de Azevedo, Memórias de um Doido, O Cético, ultrarromantismo

  • Resumo visualizado = 17 vezes
  • PDF visualizado = 9 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ofélia Paiva Monteiro, CLP - Universidade de Coimbra

Ofélia Paiva Monteiro é professora catedrática aposentada da Faculdade de Letras de Coimbra. Dedicou a sua investigação e a sua docência às literaturas portuguesa e francesa (séculos XVI-XIX), com particular incidência na produção oitocentista, sendo Almeida Garrett o autor a quem tem dedicado mais trabalhos. Destacam-se, neste contexto, a sua tese de doutoramento – A Formação de Almeida Garrett. Experiência e Criação, 2 vols., Coimbra, Centro de Estudos Românicos, 1972 –, obra de referência, num espetro nacional e internacional, seguida de múltiplas publicações sobre o autor, desde a década de 70 até ao presente. Em 2010 é dada à estampa a edição crítica de As Viagens na Minha Terra, corolário dessa vasta investigação (Viagens na minha Terra, de Almeida Garrett. Edição crítica - estabelecimento do texto, Introdução e Notas de Ofélia Paiva Monteiro, Lisboa, Col. “Edição Crítica das Obras de Almeida Garrett”, IN-CM, 2010). Fazendo parte do elenco de investigadores do Centro de Literatura Portuguesa, sediado na Faculdade de Letras de Coimbra, coordena, no âmbito desta Unidade de I&D da FCT, a edição crítica da obra de Garrett (em curso de publicação pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda).

Publicado
2018-07-27
Como Citar
MONTEIRO, Ofélia Paiva. OS PRIMÓRDIOS DO ROMANCE PORTUGUÊS DE ATUALIDADE: DEPRAVAÇÃO SOCIAL E EXACERBAÇÃO IDEALISTA. Revista de Estudos Literários, [S.l.], v. 7, p. 145-184, jul. 2018. ISSN 2183-847X. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rel/article/view/5856>. Acesso em: 16 out. 2018.
Secção
Secção Temática