«Com grande solenidade e muitas lágrimas»: ênfase litúrgica, dramaturgia, identidade do poder e da jurisdição episcopal (sécs. XVI-XVIII)

  • Paola Nestola Centro de História da Sociedade e da Cultura, Universidade de Coimbra

Resumo

A partir de dois relatos da biografia do arcebispo de Braga, D. Fr. Agostinho de Jesus (1588-1609), este estudo visa considerar um momento intenso de manifestação e de reconhecimento da identidade do poder e da jurisdição episcopal em Portugal. Centrado na cerimónia inédita solene da imposição do pálio – a faixa distintiva atribuída a arcebispos e primazes – o artigo está organizado em cinco partes. A primeira analisa o recente quadro historiográfico sobre a cerimonialidade política no âmbito da Igreja portuguesa e das suas hierarquias, nomeadamente as entradas episcopais. A segunda contextualiza as diferentes fontes escritas entre Quinhentos e Seiscentos, e os seus autores. A terceira parte esboça um breve perfil do arcebispo, promovido, nos primeiros anos do governo de Felipe II, à principal igreja de Portugal. A quarta considera a invulgar paragem no Convento de Cristo, em Tomar. A última parte visa indiciar e analisar as reações fisiológicas/psicológicas do protagonista da poderosa liturgia.

Palavras-chave

Identidade religiosa, Poder e jurisdição episcopal, Cerimónia de instituição, D. Fr. Agostinho de Jesus, Convento de Cristo (Tomar)

  • Resumo visualizado = 28 vezes
  • pdf visualizado = 23 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-05-09
Como Citar
NESTOLA, Paola. «Com grande solenidade e muitas lágrimas»: ênfase litúrgica, dramaturgia, identidade do poder e da jurisdição episcopal (sécs. XVI-XVIII). Revista de História das Ideias, [S.l.], v. 36, p. 97-122, maio 2018. ISSN 2183-8925. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rhi/article/view/5622>. Acesso em: 23 set. 2018.
Secção
Artigos