Contos e prantos da memória sertaneja sobre os rituais fúnebres nas décadas de 30 a 60 do século XX

  • Victor Rafael Limeira da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
  • Lucas Gomes de Medeiros Universidade Estadual da Paraíba – UEPB

Resumo

Dialogamos e discutimos a memória de velhas sertanejas da Paraíba e do Rio Grande do Norte (Brasil) sobre a morte e suas representações nos rituais de sepultamento da primeira e início da segunda metade do século XX. Anotamos das narrativas de memória lugares e papeis sociais para com a morte, nomeadamente nos rituais de cuidado com os corpos, nos cortejos fúnebres e no trabalho do luto. Evidenciamos a construção de sociabilidades em torno do morrer que implicavam atitudes forjadas para com a própria vida, entendendo que a morte nesse período poderia ser representada em
uma ruptura estranha ou em uma familiaridade contínua.

https://doi.org/10.14195/1645-2259_16_22

  • Resumo viewed = 88 times
  • PDF viewed = 21 times

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-30
Como Citar
SILVA, Victor Rafael Limeira da; MEDEIROS, Lucas Gomes de. Contos e prantos da memória sertaneja sobre os rituais fúnebres nas décadas de 30 a 60 do século XX. Revista de História da Sociedade e da Cultura, [S.l.], v. 16, p. 497-518, dez. 2016. ISSN 2183-8615. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rhsc/article/view/3985>. Acesso em: 16 dez. 2017.
Secção
Artigos

Palavras-chave

Memória; morte; rituais fúnebres; representações; sertão