Causas do êxodo das minorias brancas da África Portuguesa: Angola e Moçambique (1974/1975)

  • Fernando Tavares Pimenta Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra‑CEIS20; Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa

Resumo

Neste artigo analisamos as causas do êxodo das minorias brancas de Angola e de Moçambique durante o processo de descolonização português. O nosso objetivo é compreender o contexto histórico e político que enformou o êxodo dessas populações e, muito especialmente, demonstrar as razões que determinaram a fuga de cerca de meio milhão de colonos brancos para Portugal. Demonstramos assim que o êxodo da população branca foi o resultado de um conjunto de condicionantes – entre as quais a violência racial – e de opções políticas que não tiveram em devida consideração as especificidades sociais e culturais dessa população que, pela sua condição de estrato colonizador, não se situava no mesmo plano político da maioria colonizada.

Palavras-chave

Descolonização, Angola, Moçambique, Deslocados, Colonos Brancos

  • Resumo visualizado = 10 vezes
  • PDF visualizado = 10 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-03
Como Citar
PIMENTA, Fernando Tavares. Causas do êxodo das minorias brancas da África Portuguesa: Angola e Moçambique (1974/1975). Revista Portuguesa de História, [S.l.], v. 48, p. 99-124, abr. 2018. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rph/article/view/5518>. Acesso em: 24 jun. 2018.
Secção
Mobilidades e Migrações