Passado, presente e futuro da mobilidade no vale do Tua: (séculos XIX a XXI)

  • Hugo Silveira Pereira Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT) Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa

Resumo

Ao longo de mais de 200 anos, o vale do Tua conheceu diversas evoluções no seu sistema de mobilidade, desde os primitivos carros de bois e barcas de passagem até ao advento do caminho‑de‑ferro e ao desenvolvimento da locomoção automóvel. Cada uma desses progressos teve determinadas características e respondeu a objetivos ou necessidades diferentes, de acordo com as circunstâncias do momento. Neste artigo analisaremos esta evolução descrevendo os meios e as formas de mobilidade e seus desenvolvimentos, ilustrando, sempre que possível, as tendências de transporte que justificaram o nascimento de novas formas de mobilidade e o ocaso e eventual renascimento de outras. Esperamos com este estudo contribuir para o debate sobre a mobilidade em zonas periféricas no longo prazo, demonstrando em específico como certas formas de mobilidade passaram dum serviço quotidiano para um serviço turístico ou de apoio ao património industrial/paisagístico local. Para tal recorremos a fontes quantitativas e qualitativas e ainda a um amplo leque de bibliografia recente sobre este assunto.

Palavras-chave

Mobilidade; periferia; caminhos‑de‑ferro; património; cultural; desenvolvimento regional

  • Resumo visualizado = 13 vezes
  • PDF visualizado = 15 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-03
Como Citar
PEREIRA, Hugo Silveira. Passado, presente e futuro da mobilidade no vale do Tua: (séculos XIX a XXI). Revista Portuguesa de História, [S.l.], v. 48, p. 175-207, abr. 2018. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rph/article/view/5524>. Acesso em: 11 dez. 2018.
Secção
Mobilidades e Migrações