O cinema e a História: compreensão da dinâmica cronotópica das migrações contemporâneas a partir do filme “The Immigrant”, de Charlie Chaplin (1917)

  • Fátima Velez de Castro Departamento de Geografia e Turismo / CEGOT Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Resumo

Neste artigo pretende‑se refletir sobre a relação entre o cinema e a história, considerando‑ se o filme como objeto de análise e instrumento de investigação, assim como construtor de ambientes históricos e de paisagens. Será por isso discutido o papel do cinema como produtor/reprodutor de momentos e de espaços, sendo invocadas e discutidas as posições de autores como Smith (1976), Ferro (1998), Kaes (1990), Morettin (2004), Protat (2009), Reigada (2013), entre outros. Tendo como base esta linha de ideias, assim como tomando em conta a dinâmica das migrações contemporâneas, será apresentado um estudo de caso que contribuirá para a compreensão dos sistemas migratórios transoceânicos do séc. XX. Para isso será realizada a análise de conteúdo do filme “The Immigrant” (1917), de Charlie Chaplin, tendo como foco a relação entre tempo, espaço e imagem fílmica.

Palavras-chave

cinema; história; migrações; Charlie Chaplin

  • Resumo visualizado = 13 vezes
  • PDF visualizado = 10 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-04-03
Como Citar
CASTRO, Fátima Velez de. O cinema e a História: compreensão da dinâmica cronotópica das migrações contemporâneas a partir do filme “The Immigrant”, de Charlie Chaplin (1917). Revista Portuguesa de História, [S.l.], v. 48, p. 227-239, abr. 2018. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rph/article/view/5528>. Acesso em: 21 out. 2018.
Secção
Mobilidades e Migrações