Quem São os Alunos com Funcionamento Intelectual Borderline?

  • Andrea Água Dias Centro de Avaliação e Intervenção Pediátrica e do Desenvolvimento
  • Cristina P. Albuquerque Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra

Resumo

A base empírica relativa à caracterização do desempenho académico dos alunos com Funcionamento Intelectual Borderline (FIB) é muito restrita. O presente estudo teve como objetivo contribuir para aumentar o conhecimento sobre estes alunos, tendo-se realizado um estudo descritivo e correlacional, com uma amostra constituída por 40 crianças e adolescentes (7-15 anos) com FIB, do 2º ao 6º ano. Aplicaram-se os seguintes instrumentos: WISC-III e Inventário de Identificação de Dificuldades de Aprendizagem. Os resultados apontaram para a presença de dificuldades de aprendizagem generalizadas, nomeadamente no raciocínio, na matemática, na escrita e na leitura; e também que as dificuldades na matemática e no raciocínio estavam moderadamente associadas a notas escolares mais baixas na disciplina de Matemática, assim como as dificuldades no raciocínio e na linguagem recetiva e expressiva estavam moderadamente associadas a notas mais baixas na disciplina de Português. Concluiu-se que os alunos com FIB evidenciam dificuldades nas escolas portuguesas.

Palavras-chave

Funcionamento Intelectual Borderline; desempenho académico

  • Resumo viewed = 502 times
  • PDF viewed = 68 times

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-10-31
Como Citar
DIAS, Andrea Água; ALBUQUERQUE, Cristina P.. Quem São os Alunos com Funcionamento Intelectual Borderline?. Revista Portuguesa de Pedagogia, [S.l.], n. 51-1, p. 27-42, out. 2017. ISSN 1647-8614. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/4765>. Acesso em: 15 dez. 2017.
Secção
Artigos