EDUCAÇÃO PARA O RISCO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA FORMAÇÃO DE FUTUROS CIDADÃOS

Resumo

De acordo com o Conselho Nacional de Educação vive-se numa sociedade que é sistematicamente confrontada com notícias sobre a presença do risco, desde riscos naturais aos que resultam diretamente da ação humana, sendo certo que se interligam fortemente. Por isso, desenvolver conhecimentos relacionados com a vida, nomeadamente, sobre as plantas comestíveis, os fenómenos envolvidos no seu desenvolvimento ou o seu tratamento e cultivo, com recursos de baixo custo, é considerado uma forma de contribuir para a formação de cidadãos. Sendo assim, este trabalho mostra a importância de como uma horta, enquanto extensão de sala de aula, pode construir conhecimento científico e desenvolver competências e cidadania em alunos, futuros cidadãos, que mais tarde poderão ter o privilégio de tomarem decisões de planeamento ambiental e florestal. Os resultados obtidos mostraram que é possível verificar a importância das plantas como fundamentais para toda a vida na terra. Foram interpretadas as diferenças do desenvolvimento das
plantas em céu aberto e em estufa e valorizou-se a rega natural durante a noite através da formação do orvalho.

Palavras-chave

Sustentabilidade, educação para o risco, estufa, desenvolvimento de plantas, orvalho, cidadania.

  • Resumo visualizado = 17 vezes
  • PDF visualizado = 11 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-18
Como Citar
VIGÁRIO, Carla; TALAIA, Mário. EDUCAÇÃO PARA O RISCO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA FORMAÇÃO DE FUTUROS CIDADÃOS. Territorium, [S.l.], n. 25(II), p. 31-40, jan. 2018. ISSN 1647-7723. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/4356>. Acesso em: 25 set. 2018.
Secção
Artigos