A RELIGIÃO PAGÃ NA CIDADE DE AMMAIA (SÃO SALVADOR DE ARAMENHA, MARVÃO). PRAGMATISMO POLÍTICO E MULTICULTURALISMO FUNCIONAL

  • Vasco Gil Mantas Universidade de Coimbra

Resumo

A cidade de Ammaia, situada nos arredores de Marvão, conta com um razoável corpus epigráfico através do qual é possível analisar aspectos importantes do quotidiano luso-romano. No presente artigo reúne-se a informação disponível acerca das práticas religiosas urbanas durante o Alto-Império, verificando-se a coexistência, em ambientes públicos, de cultos indígenas e de cultos oficiais, com predomínio do culto de Júpiter, expoente destacado do legalismo romano na região.
Como é natural, numa cidade de população maioritariamente indígena, os ofertantes dos monumentos, na maioria aras de desenho regularmente clássico, reflectem essa origem e vários graus de romanização, ou seja, de aculturação integradora que deve ser interpretada sem preconceitos anacrónicos.

Palavras-chave

Lusitânia, Ammaia, Epigrafia, Religião, Sociedade

  • Resumo visualizado = 3 vezes
  • PDF visualizado = 0 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-31
Como Citar
MANTAS, Vasco Gil. A RELIGIÃO PAGÃ NA CIDADE DE AMMAIA (SÃO SALVADOR DE ARAMENHA, MARVÃO). PRAGMATISMO POLÍTICO E MULTICULTURALISMO FUNCIONAL. Conimbriga, [S.l.], v. 57, p. 47-96, dez. 2018. ISSN 1647-8657. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/conimbriga/article/view/6968>. Acesso em: 20 set. 2019.
Secção
Artigos