Penthesiléa, de Hélia Correia

  • Maria de Fátima Silva Universidade de Coimbra

Resumo

Em 2002, Hélia Correia fez sair, como edição da Autora, um pequeno volume intitulado Apodera-te de mim, com que quis comemorar o aniversário de Jaime Rocha. Os textos aqui reunidos constituem, na sua maior parte, uma reescrita de grandes mitos gregos, como sejam o de Creta, o da colca Medeia e o de Pentesileia, a Amazona. Se o primeiro destes textos representa uma reflexão sobre a cultura grega, desde a civilização minoica até ao classicismo ateniense, o centro desta antologia é preenchido por dois mitos de temática feminina, tão do gosto da Autora.

            Um primeiro contacto visual com o texto denuncia de imediato a preferência pela escrita etimológica do nome da Amazona, Penthesiléa, com o que já se sublinha uma interpretação da figura e se aponta para o seu destino trágico; na verdade, o primeiro elemento deste nome – πένθος, “sofrimento” – concretiza uma leitura teleológica da vida, na linha de um Heródoto ou de um Sófocles, por exemplo.

 
  • Resumo visualizado = 49 vezes
  • PDF visualizado = 103 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Silva, Universidade de Coimbra
Doutora em Letras pela Universidade de Coimbra, na especialidade de Literatura Grega, com a tese Crítica do teatro na Comédia Antiga. Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tem dedicado a sua investigação à literatura, ao teatro, à historiografia e à filosofia dos Gregos, designadamente a Aristófanes, Eurípides, Heródoto e Aristóteles.
Publicado
2015-12-10
Como Citar
SILVA, Maria de Fátima. Penthesiléa, de Hélia Correia. Humanitas, [S.l.], v. 67, p. 169-192, dez. 2015. ISSN 2183-1718. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/humanitas/article/view/2297>. Acesso em: 17 ago. 2019.
Secção
Artigos