Estudos de validação com a versão portuguesa da Escala de Dificuldades na Regulação Emocional (EDRE)

  • Mário Veloso Universidade de Coimbra
  • José Pinto Gouveia Universidade de Coimbra
  • Alexandra Dinis Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Regulação Emocional, Dificuldades na Regulação Emocional, Estudos de Validade

Resumo

O domínio da regulação emocional encontra-se em expansão e a sua importância em diferentes settings terapêuticos conduziu ao desenvolvimento de instrumentos de avaliação deste constructo. A Escala de Dificuldades na Regulação Emocional (EDRE) visa avaliar as dificuldades na regulação emocional experienciadas pelos adultos. O presente estudo pretendeu validar a EDRE para a população portuguesa, tendo-se, para esse efeito, recorrido a uma amostra de 431 estudantes universitários oriundos de várias instituições de Ensino Superior do país. Os resultados revelaram que a EDRE possui uma elevada consistência interna (α=.904) e uma boa estabilidade temporal (r=.841). A análise em componentes principais foi diferente da solução original, tendo sido extraído um componente adicional para além dos seis verificados por Gratz e Roemer (2004), perfazendo um total de sete componentes. Este instrumento apresentou ainda validade convergente, divergente e discriminante. Apesar da existência de algumas limitações, a EDRE assume-se com um instrumento relevante no contexto clínico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-01
Como Citar
Veloso, M., Gouveia, J. P., & Dinis, A. (2011). Estudos de validação com a versão portuguesa da Escala de Dificuldades na Regulação Emocional (EDRE). Psychologica, (54), p. 87-110. https://doi.org/10.14195/1647-8606_54_4
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>