Acompanhando a inovação organizacional pela investigação: o caso da avaliação de desempenho de diretores de escola italianos

Resumo

Em 2015, o parlamento italiano aprovou a lei nº 107, denominada “La Buona Scuola” (“A Boa Escola”), com o objetivo de impulsionar a qualidade dos processos organizacionais nas escolas. Entre eles, um dos mais inovadores foi a introdução de um procedimento de avaliação de desempenho para os quase 7 mil diretores de escolas públicas italianas, do ensino primário ao universitário.
Já desde 2000 que o estatuto legal dos diretores de escolas no sistema público ficou definido para o nível de gestão. No entanto, nenhuma avaliação formal de desempenho foi antes realmente realizada.
Em 2016, a INVALSI (a agência governamental para a avaliação do sistema nacional de educação - http://www.invalsi.it/invalsi/index.php) foi instruída no sentido de formular um projeto com o objetivo de: i) traduzir em procedimentos organizacionais concretos; os objetivos ditados pela lei; ii) treinar as equipes de avaliação necessárias; iii) monitorizar, por meio de um desenho de investigação apropriado, os resultados da nova avaliação de desempenho.
Este artigo descreve e discute o programa de formação para avaliadores, o desenho da investigação e alguns resultados preliminares.

Palavras-chave

Diretores de Escolas Italianas; desempenho; avaliação; INVALSI

  • Resumo visualizado = 19 vezes
  • PDF (English) visualizado = 18 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Adler, S., Campion, M., Colquitt, A., Grubb, A., Murphy, K., Ollander-Krane, R., & Pulakos, E. (2016). Getting Rid of Performance Ratings: Genius or Folly? A Debate. Industrial and Organizational Psychology, 9(2), 219-252. doi: 10.1017/iop.2015.106

Aguinis, H. (2009). Performance management (2nd ed.). Upper Saddle River, NJ: Pearson Prentice Hall.

Aguinis, H., Joo, H., & Gottfredson, R. K. (2011). Why we hate performance management – and why we should love it. Business Horizons, 54(6), 503-507. doi: 10.1016/j.bushor.2011.06.001

Bakker, A., & Demerouti, E. (2017). Job Demands-Resources Theory: Taking Stock and Looking Forward, Journal of Occupational Health Psychology, 22(3), 273-285. doi: 10.1037/ocp0000056

Cardy, R. L., & Dobbins, G. H. (1994). Performance appraisal: Alternative perspectives. Cincinnati, OH: South-Western Publishing.

Davis, S., Darling-Hammond, L., LaPointe, M., & Meyerson, D. (2005). School leadership study: Developing successful principals (Review of Research). Stanford, CA: Stanford University, Stanford Educational Leadership Institute.

Hallinger, P., Adams, D., Harris, A., & Suzette Jones, M. (2018). Review of conceptual models and methodologies in research on principal instructional leadership in Malaysia: A case of knowledge construction in a developing society. Journal of Educational Administration, 56(1), 104-126. doi: 10.1108/JEA-03-2017-0025

Levy, P. E., & Williams, J. R. (2004). The Social Context of Performance Appraisal: A Review and Framework for the Future. Journal of Management, 30(6), 881-905. doi: 10.1016/j.jm.2004.06.005

Paletta, A., Alivernini, F., & Manganelli, S. (2017). Leadership for learning: The relationships between school context, principal leadership and mediating variables. International Journal of Educational Management, 31(2), 98-117. doi: 10.1108/IJEM-11-2015-0152

Purinton, T. (2013). Is instructional leadership possible? What leadership in other knowledge professions tells us about contemporary constructs of school leadership. International Journal of Leadership in Education, 16(3), 279-300. doi: 10.1080/13603124.2012.732244

Weick, K. E. (1976). Educational Organizations as Loosely Coupled Systems. Administrative Science Quarterly, 21, 1-19. doi: 10.2307/2391875
Publicado
2019-07-31
Como Citar
DEPOLO, Marco; VIGNOLI, Michela. Acompanhando a inovação organizacional pela investigação: o caso da avaliação de desempenho de diretores de escola italianos. Psychologica, [S.l.], v. 62, n. 1, p. 131-142, jul. 2019. ISSN 1647-8606. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/psychologica/article/view/6872>. Acesso em: 20 set. 2019.
Secção
Artigos