Jornalismo Radical: Lições da Grécia

  • Eugenia Siapera Lambrini Papadopoulou, Universidade Panteion

Resumo

Centrado no caso da Grécia, este texto vem traçar os contornos de um novo paradigma do jornalismo radical. Argumentamos que este novo paradigma é radical em cinco sentidos: em termos de sua organização, em termos de identidade de seus produtores, em termos de suas orientações face ao establishment político e à sociedade, em termos dos seus conteúdos, e em termos de sua relação com leitores e públicos. Tomados em conjunto, estes sentidos mostram um novo papel radical para o jornalismo, concentrado na abordagem das necessidades atuais de uma sociedade em crise. O papel político do jornalismo foi há muito tempo integrado numa compreensão gramsciana da hegemonia e no papel dos intelectuais que agitam e persuadem. O surgimento de um novo jornalismo radical em contexto de crise significa uma relação mais fundamental e orgânica do jornalismo com a sociedade, que requer mais do que agitação de suporte. Os jornalistas radicais não procuram liderar, agitar ou relatar desligados da sociedade. Em vez disso, este jornalismo nascido da crise e operando como crítica pode ser visto como um jornalismo de praxis ou de fazer: por isso, a ênfase é mais na construção ou restauração de relações sociais, em vez de ielegitimar as existentes como no caso do jornalismo liberal . Isso mostra um novo caminho e um papel político para o jornalismo, no qual ele se torna parte integrante da sociedade e em que está firmemente orientado para as necessidades sociais.

Palavras-chave

Jornalismo radical, crise, crítica, jornalismo liberal, Grécia

  • Resumo visualizado = 14 vezes
  • PDF visualizado = 7 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-11-09
Como Citar
SIAPERA, Eugenia. Jornalismo Radical: Lições da Grécia. Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, [S.l.], n. 4, p. 71-99, nov. 2017. ISSN 2183-6019. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/mediapolis/article/view/4777>. Acesso em: 28 maio 2018.