A enfermaria de S. Jacinto e o auxílio aos doentes com tuberculose pela Venerável Ordem Terceira da Penitência de S. Francisco de Coimbra (1908-1944)

Palavras-chave: Ordem Franciscana Secular, hospital, asilo, tísica, dietas, terapêutica

Resumo

A Ordem Terceira de Coimbra, fundada a 5 de janeiro de 1659, desde cedo promoveu a assistência espiritual e material aos seus membros. A fundação do hospital (1851) e asilo (1884) garantiu o socorro na doença e na velhice aos seus irmãos. O objetivo deste trabalho é apresentar a enfermaria destinada a tratar irmãos doentes de tuberculose. Construída com o patrocínio da irmã benfeitora D. Maria José Augusta Barata da Silva, a enfermaria de S. Jacinto foi inaugurada a 2 de janeiro de 1909, em memória do seu filho Jacinto Adelino Barata da Silva, vítima da tuberculose. A partir dos Pedidos de admissão no hospital (1857–1949), dos Registos de entradas e saídas, (1852–1977) e das Papeletas (1857–1950) dos doentes, existentes no arquivo da instituição, foi possível identificar 23 doentes com tuberculose (60,9% homens e 39,1% mulheres). Com idades à data do internamento entre os 23 e os 74 anos (idade média=48 anos), os doentes ficaram hospitalizados entre 10 dias e 16 anos. Os homens eram maioritariamente artesãos e nas mulheres predominavam as domésticas. Os dados destes indivíduos bem como as dietas hospitalares e as terapêuticas aplicadas serão alvo de discussão. A informação detalhada existente acerca destes pacientes auxiliará o conhecimento sobre a tuberculose na era pré-antibióticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-10
Secção
Artigos