MUSEUS, OBJETOS ARQUEOLÓGICOS E COMUNIDADES INDÍGENAS

AINDA HÁ UMA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL

  • Gonçalo de Carvalho Amaro Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade de Lisboa https://orcid.org/0000-0003-0075-2117
Palavras-chave: Objetos arqueológicos mapuche, museologia indígena, cultura material, representação do passado

Resumo

Na América Latina tem existido, nos últimos tempos, uma maior preocupação pela integração das comunidades locais nas decisões sobre o modo como estas devem ser representadas em museus. Este processo tem-se notado sobretudo com as comunidades indígenas, mudando claramente os paradigmas ocidentais sobre como expor a cultura material do passado e na representação de povos com diferente matriz cultural. Com este texto pretendemos apresentar duas exposições recentes realizadas em Santiago do Chile sobre a cultura mapuche, debatendo as estratégias usadas pelos seus curadores para mostrar os objetos dessa comunidade indígena e também a complexa relação da museologia com o património arqueológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-30
Como Citar
Amaro, G. (2019). MUSEUS, OBJETOS ARQUEOLÓGICOS E COMUNIDADES INDÍGENAS. Conimbriga, 58, 367-395. https://doi.org/10.14195/1647-8657_58_11
Secção
Artigos