Relação das práticas de responsabilidade social interna nas organizações com a satisfação no trabalho e as intenções de saída: O papel mediador do ajustamento pessoa-organização

  • Ana Luísa Fialho Meneses Sepúlveda Vicente Universidade de Coimbra
  • Teresa Manuela Marques Santos Dias Rebelo Universidade de Coimbra
  • Celina Fernandes Agostinho Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Responsabilidade Social das Empresas Interna, Satisfação no Trabalho, Intenções de Saída, Ajustamento Pessoa-Organização

Resumo

A presente investigação teve como objectivo compreender o impacto das percepções de responsabilidade social das empresas (RSE) interna nos níveis de satisfação no trabalho (ST) e intenções de saída (IS) dos colaboradores, bem como clarificar o papel da variável ajustamento pessoa-organização (P-O Fit) nas relações anteriores. Visando testar o impacto das percepções de RSE interna na ST e IS, bem como o efeito mediador do P-O Fit, e tendo por base uma amostra de 422 colaboradores de 20 empresas do sector industrial português, foram conduzidas análises de regressão hierárquicas, em alinhamento com o procedimento de Baron e Kenny (1986). Os resultados indicam a RSE interna como preditora de ambas as variáveis (satisfação no trabalho e intenções de saída) e que o P-O Fit medeia parcialmente o impacto das percepções de RSE interna na satisfação no trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-01
Como Citar
Vicente, A. L. F. M. S., Rebelo, T. M. M. S. D., & Agostinho, C. F. (2011). Relação das práticas de responsabilidade social interna nas organizações com a satisfação no trabalho e as intenções de saída: O papel mediador do ajustamento pessoa-organização. Psychologica, (55), p. 369-384. https://doi.org/10.14195/1647-8606_55_19
Secção
Artigos