Representações sobre a liderança da macroequipa e das microequipas em contextos de empreendedorismo social

  • Celso Pais Professor convidado do Instituto Superior Miguel Torga – Coimbra. Investigador do Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
  • Cristina Parente Professora Auxiliar com Agregação na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Investigadora do Instituto de Sociologia (IS-FLUP).
Palavras-chave: liderança, macroequipa, microequipa, empreendedorismo social, organizações do terceiro setor

Resumo

No presente artigo mostramos como é representada coletivamente a liderança em organizações socialmente empreendedoras. Partimos dos conceitos de macroequipa e microequipa. Foram estudadas sete organizações que apresentam características socialmente empreendedoras, dentro do panorama do terceiro setor. A investigação adotou uma metodologia de cariz qualitativo, recorrendo à realização de entrevistas semiestruturadas, individuais e coletivas, respetivamente junto de líderes de topo, de técnicos com funções de liderança, de técnicos sem funções de liderança, e de trabalhadores de base. A análise indutiva dos dados recolhidos permite realçar a importância dos comportamentos responsáveis, tanto da parte dos que possuem funções de liderança como dos que não exercem essas funções. Em geral, há uma representação indiciadora de perturbações no relacionamento com os subordinados, quando os líderes de topo se mostram distantes do terreno operacional das equipas (microequipas). Os líderes das microequipas, quando eficazes, são vistos como facilitadores, promovendo a autonomia responsável dos membros da equipa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-22
Como Citar
Pais, C., & Parente, C. (2016). Representações sobre a liderança da macroequipa e das microequipas em contextos de empreendedorismo social. Psychologica, 58(2), 75-96. https://doi.org/10.14195/1647-8606_58-2_5
Secção
Artigos