UMA CIDADE FASCINANTE, MAS VIOLENTA. A DESCRIÇÃO DE ALEXANDRIA NA EXPOSITIO TOTIUS MUNDI ET GENTIUM

Palavras-chave: Expositio Totius Mundi et Gentium, Alexandria, Antiguidade Tardia, alimentação, Egito Romano, Constâncio II, Juliano

Resumo

Neste artigo, apresenta-se a tradução e o comentário da descrição de Alexandria na obra anónima Expositio Totius Mundi et Gentium. Texto relevante para o estudo da economia, da política e da sociedade do Império romano da Antiguidade Tardia, nele Alexandria surge caraterizada como uma cidade próspera e rica, fornecedora de provisões alimentares e de recursos exclusivos como o papiro, uma cidade de ciências e de homens sábios, uma cidade piedosa para com os deuses plurais aí cultuados. Apesar disso, uma cidade incompreensível, pois os Alexandrinos tendem à rebelião e ao conflito contra as autoridades legítimas. O nosso objetivo é, com a análise do texto e com o cotejo dos outros testemunhos relativos ao Egipto no séc. IV, apontar novos dados quanto à datação da composição do texto, esclarecendo as referências históricas nele aludidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-10-15
Secção
Latim