Mercado e políticas públicas em Évora

a questão territorial da habitação

Resumo

Principal centro urbano da região Alentejo, Évora está classificada como Património Mundial pela UNESCO (1986) e sofreu uma expansão significativa na 2ª metade do séc. XX. Elemento básico de suporte aos processos de autonomização de vida e de (re)inserção social, há uma tendência para a organização espacial de acesso à habitação em áreas de grande homogeneidade interna e forte disparidade entre elas. Évora é marcada pela segregação sócio territorial que, a partir da compreensão da caracterização, da contextualização histórica e atual das políticas habitacionais, são analisadas, no presente artigo, as alternativas atuais sobre a temática nas suas dimensões sociais, territoriais e económicas. O artigo tem como principal objetivo analisar como as decisões do mercado e das autarquias, através das políticas públicas em habitação, incidem no território da cidade de Évora.

Palavras-chave

políticas públicas, habitação social, cidade de Évora, produção do espaço urbano, diferenciação social no território

  • Resumo visualizado = 69 vezes
  • PDF visualizado = 42 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-01-04
Como Citar
BRAVO, Barbara Alves Pinto; SIMPLÍCIO, Maria Domingas. Mercado e políticas públicas em Évora. Cadernos de Geografia, [S.l.], n. 38, p. pp. 77-86, jan. 2019. ISSN 2183-4016. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/cadernosgeografia/article/view/5224>. Acesso em: 15 set. 2019.
Secção
Artigos