adverCidade (voz e papel)

Autores

  • Américo Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.14195/2182-8830_5-1_6

Palavras-chave:

poesia sonora, mistura áudio

Resumo

adverCidade (dezembro de 2016) é a peça criada por Américo Rodrigues para integrar este número da revista Materialidades da Literatura. Construída a partir de um complexo jogo linguístico, e das possibilidades combinatórias que este potencia, adverCidade é afinal uma reflexão sobre o lugar do poeta na praça de jorna: são as multifacetas de uma cidade (Guarda?) onde o poeta (Américo?) é o seu mais feroz e fricativo adversário, adverso a contra-verso, dado como nado morto - mas vivo! - ainda que amordaçado, adVergastado, como se ouve ecoando nos gemidos e rugidos de um Américo capaz de engolir cidades e adverCidades. Em primeiro plano, o poeta pReverso diverte-se na decomposição da palavra, um trava-língua travado à partida advvvvffff….. enunciando o verso do verso jamais converso na voz adversa.

Gravação: César Prata, no Estúdio RequeRec, em dezembro de 2016

Downloads

Não há dados estatísticos.

##submission.downloads##

Publicado

2017-12-27

Como Citar

Rodrigues, Américo. 2017. «AdverCidade (voz E Papel)». MATLIT: Materialidades Da Literatura 5 (1):74. https://doi.org/10.14195/2182-8830_5-1_6.

Edição

Secção

Mediarama | Mediascape