O Brasil que o Jornal Nacional quer: dinâmicas de agendamento do público no quadro “O Brasil Que Eu Quero”

Palavras-chave: Jornal Nacional, agendamento, “O Brasil Que Eu Quero”

Resumo

Partindo da teoria do agenda setting, que ajuda a entender o trabalho de seleção noticiosa e de agendamento da opinião pública pela mídia, o presente trabalho analisa a relação entre a seleção noticiosa do Jornal Nacional, da TV Globo, e as dinâmicas de agendamento promovidas pelo quadro “O Brasil Que Eu Quero” durante as Eleições de 2018 no Brasil. O objetivo do quadro, exibido em todos os telejornais da Globo durante o ano de eleições, era dar voz às pessoas, no sentido de compreender em que país os brasileiros gostariam de viver. Neste texto, pretende-se desenvolver uma leitura crítica do projeto, a partir da hipótese de que os vídeos exibidos tiveram íntima relação com a seleção noticiosa do dia, correspondendo, assim, a uma agenda do telejornal sobre o Brasil, em vez de constituir-se como espaço de projeção genuína da agenda do público. Empiricamente, o estudo desenvolveu uma análise de conteúdo, baseada na proposta de Bardin (2011), que permitiu a criação de categorias temáticas de organização das notícias e do conteúdo dos vídeos, no intervalo de duas semanas durante a campanha eleitoral.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-04