Das muitas margaridas: A construção de um feminismo rural no estado da Paraíba, Brasil

Resumo

Esse artigo resulta de pesquisas sobre a história do movimento feminista na Paraíba e militância no movimento de mulheres do mesmo estado. Partimos da premissa de que as mulheres têm feito uma verdadeira revolução nos campos, nos núcleos familiares e na própria organização do feminismo enquanto movimento. A metodologia utilizada foi do tipo qualitativa com contributos bibliográficos e de campo e as categorias empíricas foram elencadas a partir de duas fontes: entrevistas e observações in loco. A sistematização das entrevistas está pautada no método da história oral, enquanto técnica e aporte da Nova
História Cultural, com análise descritiva dos dados. Discutimos como se constitui o movimento recente de mulheres do Polo da Borborema, afirmando que existe um feminismo rural no estado que tem raízes históricas em movimentos sociais de base e no sindicalismo campesino, latentes nas últimas décadas do século xx.

Palavras-chave

história do movimento feminista, Brasil, feminismo na Paraíba, mulheres, agroecologia

  • Resumo visualizado = 178 vezes
  • PDF visualizado = 37 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-12-28
Como Citar
SOBREIRA, Dayane Nascimento. Das muitas margaridas: A construção de um feminismo rural no estado da Paraíba, Brasil. Mediapolis – Revista de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público, [S.l.], n. 7, p. 47-60, dez. 2018. ISSN 2183-6019. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/mediapolis/article/view/6107>. Acesso em: 23 maio 2019.