Os Processos Grupais desde o Paradigma Sistêmico‑Complexo – uma Experiência de Intervenção Recursiva em um Grupo de Gestores

  • Patrícia Martins Fagundes Cabral Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Nedio Seminotti Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Processo e organização grupal, competência coletiva de liderança e de gestão, método sistêmico-complexo

Resumo

Esse artigo discute a intervenção em processos grupais, a partir de um método orientado pela perspectiva sistêmica-complexa. A pesquisa intervenção foi realizada com um grupo de gestores em uma indústria no Rio Grande do Sul/Brasil, que visou: a) ampliar as competências de liderança do grupo, em uma dimensão coletiva; b) analisar as possibilidades e limitações da construção de competências coletivas, nesse processo grupal. A partir dessa intervenção discutimos a abordagem teórica-metodológica desenvolvida nesta prática, com o objetivo de oferecer um método que sustente intervenções para o desenvolvimento da liderança em uma perspectiva coletiva. A intervenção teve a duração de 18 meses, período em que os participantes dessa pesquisa realizaram um Curso de Desenvolvimento de Lideranças promovido pela empresa em parceria com uma Universidade da região. A coleta de dados ocorreu em quatro momentos: 1) aplicação de um questionário sobre competências de grupo, aplicado individualmente; 2) grupo de discussão pautado pelos resultados do questionário; 3) grupo de discussão sobre o mapa sistêmico gerado na etapa anterior; 4) grupo de discussão final, a partir da síntese dialógica das idéias surgidas na etapa anterior. Como pressuposto central do método, nas intervenções, buscou-se a validade interna e externa para os dados produzidos no grupo. Nesse processo de intervenção, os dados emergentes das discussões do grupo foram analisados, visando a compreensão teórica do material empírico (validação externa); ao passo que ao trazer o grupo para uma releitura da sua própria produção, possibilitava-se a recorrência da discussão, e fundamentalmente, uma recursividade sistêmica (validação interna). A sustentação dessa prática encontra-se em elementos-chave das teorias sobre processos grupais e, principalmente, nos fundamentos preconizados pelo paradigma sistêmico-complexo: hologramaticidade, dialógica e recursão organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-07-01
Como Citar
Cabral, P. M. F., & Seminotti, N. (2011). Os Processos Grupais desde o Paradigma Sistêmico‑Complexo – uma Experiência de Intervenção Recursiva em um Grupo de Gestores. Psychologica, (55), p. 209-227. https://doi.org/10.14195/1647-8606_55_11
Secção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)