Relação entre variáveis sociodemográficas e do percurso escolar e a adaptabilidade de carreira de estudantes do ensino secundário

Palavras-chave: desenvolvimento vocacional, ensino secundário, adolescência, Career Adaptabilities Scale, adaptabilidade.

Resumo

Neste estudo, analisámos a relação entre a adaptabilidade de carreira, expressa nas dimensões Preocupação, Controlo, Confiança e Curiosidade, e um conjunto de variáveis sociodemográficas (sexo, zona de residência, educação parental) e do percurso escolar (média de classificações, retenções, participação em atividades extracurriculares). Testámos ainda a relação entre a participação prévia reportada em atividades de carreira e a realização de atividades ocupacionais, e a adaptabilidade de carreira. Participaram no estudo 201 estudantes do ensino secundário, com idades compreendidas os 16 e os 23 anos (M = 17.56, DP = 0.89). Os instrumentos foram um questionário sociodemográfico e escolar e a versão Portuguesa da Career Adapt-Abilities Scale. Os resultados não mostraram um efeito global das variáveis sociodemográficas na adaptabilidade de carreira, com a exceção de um efeito de pequena magnitude da área de residência (rural) no Controlo; e um efeito de pequena magnitude do sexo (feminino) na Preocupação. Verificou-se uma associação entre o desempenho escolar (moderado na média das classificações; fraco no caso das retenções) e a adaptabilidade de carreira. A participação prévia em atividades de educação e desenvolvimento de carreira, ou a realização de atividades ocupacionais, não se associaram à adaptabilidade de carreira com a presente amostra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografias Autor

Elsa Maria Fernandes, Secretaria Regional de Educação da Madeira, Madeira, Portugal.

Licenciada em Filosofia pela Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Filosofia de Braga, é professora de Filosofia do Quadro de Zona Único da Região Autónoma da Madeira. Possui Licenciatura e Mestrado em Psicologia de Educação pela Universidade da Madeira.

Renato Gomes Carvalho, Secretaria Regional de Educação da Madeira, Madeira, Portugal.

Renato Gomes Carvalho é Doutorado em Psicologia pela Universidade de Lisboa, desde 2012. Exerce funções como psicólogo na Secretaria Regional de Educação desde 2005, foi formador no setor privado, docente universitário e membro do Centro de Investigação em Ciência Psicológica na Universidade de Lisboa. É Presidente desde Dezembro de 2016 da Direção Regional da Madeira da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), tendo sido Vogal entre 2013 e 2016. No âmbito da sua atividade profissional e de investigação, tem-se dedicado às áreas da avaliação psicológica e ao counseling, sobretudo de carreira e com adolescentes e jovens adultos, bem como à formação e desenvolvimento e consultoria. É autor de programas de intervenção e de vários artigos em publicações científicas internacionais, onde também é revisor. É Psicólogo Especialista OPP em Psicologia Clínica e da Saúde, em Psicologia da Educação, e em Psicologia Vocacional e do Desenvolvimento de Carreira.

Publicado
2020-07-28
Como Citar
Fernandes, E., & Carvalho, R. (2020). Relação entre variáveis sociodemográficas e do percurso escolar e a adaptabilidade de carreira de estudantes do ensino secundário. Psychologica, 63(1), 83-100. https://doi.org/10.14195/1647-8606_63-1_5
Secção
Artigos