Lidando com o stresse na fronteira final: uma intervenção para reduzir o stresse induzido por voos espaciais

  • Lucas Monzani Ivey Business School at Western University, Canada
  • Malgorzata Kozusznik Katholieke Universiteit Leuven
  • Pilar Ripoll University of Valencia
  • Rolf Van Dick Goethe University Frankfurt
  • José M. Peiró University of Valencia
Palavras-chave: Estresse induzido por vôos espaciais; enfrentamento pró-ativo do estresse; competências emocionais; contágio emocional positivo; identidade social; apoio social

Resumo

Investigações em voos espaciais tripulados documentaram extensivamente como os ambientes de microgravidade, como voos espaciais pela órbita baixa da Terra (OBT), afetam as emoções dos astronautas e dos participantes do Voo Espacial. No entanto, um entendimento mais refinado deste tópico tornar-se-á especialmente relevante, à medida que as agências espaciais nacionais e internacionais aumentem a duração das missões espaciais tripuladas e que o setor privado entre totalmente na arena aeroespacial. Neste artigo, analisamos os pontos fortes e fracos dos quatro principais tipos de intervenções para lidar com os stressores associados ao voo espacial humano (ergonómico, fisiológico, psicológico e psicossocial) e depois desenhamos uma intervenção psicossocial sustentada em intervenções baseadas em evidências realizadas em vários campos da investigação psicológica. Entre os componentes de tais intervenções, recomendamos a adoção de estratégias avançadas para lidar com o stresse, o desenvolvimento de competências emocionais e interculturais e a criação de uma identidade social partilhada entre os membros da tripulação. A nossa proposta de intervenção visa aumentar a eficácia do apoio social como um mecanismo chave para lidar com o stresse e aplica-se a tripulantes e participantes de voos espaciais de diversas origens culturais que, muito provavelmente, irão trabalhar usando comunicação mediada por computador (CMC).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-07-31
Secção
Artigos