Agricultura, Estado corporativo e coordenação económica na génese do salazarismo: a Junta Nacional das Frutas, 1931‑1939

Resumo

Este artigo centra‑se na temática da coordenação económica corporativa no contexto do Estado Novo. O nosso objetivo é compreender o contexto histórico e político que moldou a doutrina corporativa e as problemáticas suscitadas por esta questão serão vistas a partir de uma instituição específica – a Junta Nacional das Frutas. Neste sentido, estudaremos os efeitos do corporativismo na política agrária do fascismo português no seu início e as lógicas subjacentes à aplicação
desses princípios em Portugal.

Palavras-chave

Estado Novo, Corporativismo, Junta Nacional das Frutas

  • Resumo visualizado = 18 vezes
  • PDF visualizado = 21 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-01-03
Como Citar
PIRES, Leonardo Aboim. Agricultura, Estado corporativo e coordenação económica na génese do salazarismo: a Junta Nacional das Frutas, 1931‑1939. Revista Portuguesa de História, [S.l.], v. 49, p. 275-300, jan. 2019. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/rph/article/view/6139>. Acesso em: 26 jun. 2019.
Secção
Artigos