Modelação e cenarização de acidentes com matérias perigosas nas infraestruturas de transporte do município de Mortágua

Palavras-chave: ALOHA®, tóxica, inflamável, radiação, Mortágua.

Resumo

O desenvolvimento e o bem-estar das sociedades industrializadas obrigam à inevitável convivência com matérias perigosas. Encontramo-las nos diversos estados físicos, em condições de pressão e temperatura muito distintas, armazenadas dentro de unidades industriais e espaços comerciais com caraterísticas distintas, nas mais variadas vias de comunicação convencionais ou nas condutas de transporte implantadas ao longo do território, contribuindo, significativamente, para a sua dispersão territorial. Este estudo refere-se, exclusivamente, à área do município de Mortágua. Pretendeu-se com ele proceder ao levantamento das infraestruturas que suportam o transporte de matérias perigosas, o tipo de matérias perigosas que nelas circulam e a sua frequência de transporte. Posteriormente, recorreu-se
ao software ALOHA® para simular a ocorrência de um acidente em cada infraestrutura, motivando três situações distintas: a propagação de uma nuvem tóxica, de uma nuvem inflamável e da radiação térmica provocada por BLEVE ou Jet Fire. Os resultados obtidos confirmam a falta de informação relativa a alguns tipos de transporte de matérias perigosas e, quando existe, não está tratada de forma adequada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Autoridade Nacional de Proteção Civil (2011). Manual de Intervenção em Emergências com Matérias Perigosas, Químicas, Biológicas e Radiológicas. Lisboa: Autoridade Nacional de Proteção Civil e Direcção Nacional de Planeamento de Emergência.

Autoridade Nacional de Proteção Civil (2014). Avaliação Nacional do Risco. Lisboa: Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Câmara Municipal de Mortágua (2017). Notícias. Obtido em 13 de setembro de 2017, de Município de Mortágua. Disponível em: http://www.cm-mortagua.pt/modules.php?name=News&file=article&sid=565

Costa, H. M. (2015). Metodologia de Modelação e Avaliação de Consequências de Acidentes com Matérias Perigosas. Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Costa, M., Seixas, Â., Bateira, C. e Fernandes, N. (2013). Estratégias otimizadas para avaliação de risco de produtos químicos industriais através da integração de informação teórica e experimental. Engineering and Technology Journal, 4, 48-54.

Diário de Notícias (25 de junho de 2017). Mundo - DN. Obtido em 27 de agosto de 2017, de Diário de Notícias. Disponível em: https://www.dn.pt/mundo/interior/numero-de-mortos-em-incendio-de-camiao-cisterna-no-paquistao-sobe-para-129-8589349.html

Estradas de Portugal, S.A. (2013). Plano de ação do troço do IP 3 – Mortágua EN228 / Raiva IC6. Lisboa: Estradas de Portugal, S.A.

GALP - Distribuição de Gás Natural, S.A. (30 de janeiro de 2017). Documentação. Obtido em 20 de fevereiro de 2017, de GALP - Distribuição de Gás Natural, S.A. Disponível em: http://galpgasnaturaldistribuicao.pt/Centro-de-Informacao/Documentacao

Instituto de Infraestruturas Rodoviárias, IP. (2011). Relatório de Monitorização da Rede Rodoviária Nacional - 2010. Lisboa: Instituto de Infraestruturas Rodoviárias, IP.

Instituto Nacional Estatística (2011). Bem vindos aos Censos 2011. Obtido em 5 de maio de 2017, de Instituto Nacional de Estatística. Disponível em: http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpgid=censos2011_apresentacao&xpid=CENSOS

Instituto Português do Mar e da Atmosfera (2017). Normais Climatológicas - 1981-2010 (provisórias) - Viseu. Obtido em 11 de setembro de 2017, de Instituto Português do Mar e da Atmosfera- Disponível em: http://www.ipma.pt/pt/oclima/normais.clima/1981-2010/001/

Julião, R., Nery, F., Ribeiro, J., Castelo Banco, M. e Zêzere, J. (2009). Guia metodológico para a produção de cartografia municipal de risco e para a criação de sistemas de informação geográfica (SIG) de base municipal. Lisboa: Autoridade Nacional de Protecção Civil.

Observatório Astronómico de Lisboa (2017). Dados Astronómicos de 2017. Obtido em 20 de agosto de 2017, de Observatório Astronómico de Lisboa Disponível em: http://oal.ul.pt/publicacoes/almanaques/dados-de-2017/

Santos, C. e Neves, H. (2005). Matérias Perigosas. Sintra: Escola Nacional de Bombeiros.

Segurança e Ciências Forenses (17 de 09 de 2012). Acidentes – Mercadorias Perigosas. Obtido em 27 de agosto de 2017, de Segurança e Ciências Forenses. Disponível em: https://segurancaecienciasforenses.com/2012/09/17/acidentes-mercadorias-perigosas/

Soares, C. (2009). Relatório de Estágio de Natureza Profissional para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Mecânica. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, Departamento de Engenharia Mecânica. Lisboa: Instituto Superior de Engenharia de Lisboa.

Publicado
2020-09-10