Risco de ignição de incêndios florestais associado à circulação de material ferroviário em linhas de caminho de ferro

  • Luciano Lourenço Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
  • João Rocha NICIF – Núcleo de Investigação Científica de Incêndios Florestais
Palavras-chave: Risco de ignição, circulação ferroviária, linha de caminho de ferro, incêndio florestal, prevenção.

Resumo

Os incêndios florestais, motivados por causas antrópicas e naturais, constituem, na actualidade, a principal ameaça à floresta portuguesa. Por sua vez, as causas acidentais, que estão na origem de muitos deles, correspondem a um cluster específico em termos das suas causas.

Os incêndios florestais nas imediações e/ou contiguidade da linha de caminho de ferro apresentam um valor relativamente reduzido no contexto geral dos incêndios em Portugal. No entanto, no conjunto das causas acidentais, revelam um quantitativo relativamente significativo, com consequências nos totais de área ardida e, sobretudo, na operacionalidade e interrupção temporária da circulação de composições ferroviárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-08-10