A vida no arame. A mediatização do risco

  • Maria João Silveirinha Instituto de Estudos Jornalísticos Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Risco, risco permanente, média.

Resumo

As imagens que nos entram em casa todos os dias, tal como as nossas leituras da imprensa tendem a gerar um estranho sentido de risco permanente, como se a nossa vida estivesse continuamente no arame. Para compreender isto recorre-se, por um lado, aos contributos do sociólogo Ulrich Beck, em cujo trabalho os media ocupam um lugar relevante, e, por outro lado, a uma vasta literatura sobre o funcionamento dos media. Por fim, fazem-se algumas breves considerações sobre a forma como tem sido vistas situações de risco cobertas pelos média em Portugal.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-08-26
Secção
Artigos