O serviço de saúde nos bombeiros. A sua importância, da Univítima à Medicina de Catástrofe

  • Romero Bandeira Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), Universidade do Porto, Coordenador do Mestrado em Medicina de Catástrofe, Comandante QH
  • Ana Mafalda Reis Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), Universidade do Porto
  • Rui Ponce Leão Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), Universidade do Porto
  • Sara Gandra Hospital Geral de Santo António, Porto
  • Romero Gandra Escola Nacional de Bombeiros e Bombeiros Voluntários de S. Pedro da Cova
Palavras-chave: Saúde, bombeiros, catástrofe, imagiologia, formação.

Resumo

Desde 1951, os contornos do Serviço de Saúde evoluíram na medida em que as solicitações para socorro a pessoas aumentaram exponencialmente, ao mesmo tempo que os bombeiros concluíram que, para ser exercida com competência, a prestação de cuidados exigia que eles próprios tivessem tanto uma formação, como um perfil físico e psicológico adequados. Dada a vastidão do tema, os autores optaram por focalizar o seu trabalho nas vertentes que consideram de qualidade major - Medicina Ocupacional, Medicina no Terreno e Formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-08-26
Secção
Artigos