Processos erosivos actuais na vertente norte da serra da Gardunha

  • Manuela Bento
Palavras-chave: Vertente norte da Serra da Gardunha, plutonito hercínico, auréola de metamorfísmo, riscos geomorfológicos, ravinamentos, movimentos em massa, evolução actual das vertentes

Resumo

A vertente Norte da Serra da Gardunha é essencialmente caracterizada pela alternância de dois tipos de materiais rochosos, o granítico biotítico, bastante alterado e rubefacto e as corneanas e micaxistos. A erosão origina gargantas, mais ou menos apertadas, que acabaram por individualizar os "cabeças" entre si, aproveitando as várias linhas de fragilidade, fracturas, que de uma forma pouco intensa os atravessam, encaminhando as linhas de água. O homem aproveita estas características topográficas contrastadas, seleccionando os locais mais baixos, para a construção das suas residências e os locais mais elevados para a plantação de espécies frutícolas, que na região têm uma grande tradição. E a cultura da cerejeira, em prol da qual, o homem, destrói a vegetação, abre socalcos, remexe o terreno, altera o aspecto original da paisagem. Por isso, temos situações, mais ou menos importantes, de ravinamentos e movimentos em massa, os quais são os responsáveis pela evolução actual das vertentes da área de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1998-09-20
Edição
Secção
Artigos