A habitação como uma das componentes da qualidade do ambiente urbano. O caso do Porto e arredores

  • Fãtíma Loureiro de Matos Universidade do Porto
Palavras-chave: Ambiente urbano, habitação, Porto.

Resumo

Neste artigo analisa-se a importância da qualidade da habitação no quadro da qualidade do ambiente urbano. Há hoje muitos problemas nas áreas urbanas: excesso de locatários por habitação, falta de conforto, habitações degradadas, bairros de barracas e alojamentos sem condições mínimas, por exemplo, no que respeita a instalações sanitárias, água e esgotos. Todavia, a questão da qualidade da habitação não é unicamente uma consequência da crise dos alojamentos, mas é preciso olhar também atentamente os espaços públicos, sobretudo os espaços verdes e os de prática de desportos.

Faz-se igualmente referência às ligações, no meio dos mal-alojados, entre agravamento do estado de saúde (asma, reumatismo, etc.), pobreza, desemprego de longa duração e aumento de problemas de comportamento (alcoolismo, droga, violência, criminalidade).

Nos últimos anos, os poderes públicos fizeram esforços para melhorar esta situação com a promoção de espaços verdes, parques desportivos e de lazer, assistência social aos casais, à população idosa e às crianças, reabilitação de habitações antigas e construção de novos alojamentos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1997-09-20
Edição
Secção
Artigos