Catástrofe de 20 de fevereiro de 2010 na ilha da Madeira. O impacto nos interventores de saúde do serviço de urgência do hospital Dr. Nélio Mendonça

Palavras-chave: Formação, catástrofe, urgência, interventores de saúde, aluvião

Resumo

A impossibilidade de reproduzir em meio experimental uma situação de catástrofe faz com que a Medicina de Catástrofe se baseia em factos históricos e evidentes que importa analisar cuidadosamente por forma a perceber erros e encontrar soluções que possam modelar futuras respostas dos prestadores de socorro. São objectivos deste trabalho caracterizar e analisar a perceção dos interventores de saúde do serviço de urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça relativamente às suas competências na gestão e implementação de uma resposta numa situação de catástrofe.
Partindo-se do enunciado por Bandeira (2008) que “[...] as virtudes e defeitos de um plano só se evidenciam quando ele é posto em prática, na realidade”, não será redundante alertar-se para a necessidade da continuação da investigação na área da MC e apelar a um crescente investimento em estratégias formativas e de sensibilização dos interventores de saúde para as questões que se prendem com a resposta face a uma situação de catástrofe, assim permitindo rectificar inadequações e compreender as falhas formativas nos interventores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Al Khalaileh, M. A., Bond, E. and Alasad, J. A. (2012). Jordanian nurses’ perceptions of their preparedness for disaster management. International emergency nursing, 20(1), 14-23.

Bandeira, R. (2008). Medicina de Catástrofe: Da Exemplificação Histórica à Iatroética. 1ª Edição. Porto: Editora Universidade do Porto.

Bartley, B., Walsh, L., Stella, J. and Fisher, J. (2005). What is a Disaster!? Hospital Disaster Preparedness: Are Hospital Clinical Staff Well-Informed? Does a Mock Disaster Exercise Make a Difference?. Prehospital and Disaster Medicine, 20(S1), 62-63.

Bistaraki, A., Waddington, K. and Galanis, P. (2011). The effectiveness of a disaster training programme for healthcare workers in Greece. International Nursing Review ; 58:341-346.

Fortin, M. F., Prud’Homme-Brisson, D. and Coutu-Wakulczyk, G. (2013). Noções de ética em investigação. In: O processo de investigação: da concepção à realização. Lisboa: Lusociência, 114-130.

Gonçalves, L. e Ramos, P. (2011). Plano de Resposta Hospitalar a Emergências Externas com Vítimas. Funchal: Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, E.P.E.

Hermawati, D., Hatthakit, U. and Chaowalit, A. (2010).Nurses’ preparedness of knowledge and skills in caring for patients attacked by tsunami in Indonesia and its relating factors. International Conference on Humanities and Social Sciences; Faculty of Liberal Arts, Prince of Songkla University.

Hsu, E. B., Jenckes, M. W., Catlett, C. L., Robinson, K. A., Feuerstein, C., Cosgrove, S. E., ... and Bass, E. B. (2004). Effectiveness of hospital staff mass-casualty incident training methods: a systematic literature review. Prehospital and Disaster Medicine; 19:191-199.

Hsu, C. E., Mas, F. S., Jacobson, H., Papenfuss, R., Nkhoma, E. T., and Zoretic, J. (2005). Assessing the readiness and training needs of non-urban physicians in public health emergency and response. Disaster Management & Response; 3:106-111.

Kumar, A. e Weibley, E. (2013). Disaster management and physician preparedness. Southern Medical Journal; 106:17-20.

O'Sullivan, T. L., Dow, D., Turner, M. C., Lemyre, L., Corneil, W., Krewski, D., ... and Amaratunga, C. A. ((2008) Disaster and emergency management: Canadian nurses’ perception of preparedness on hospital front lines. Prehospital and Disaster Medicine; 23:s11-18.

Rumoro, D. P., Bayram, J. D., Malik, M., and Purim-Shem-Tov, Y. A. (2010). A comprehensive disaster training program to improve emergency physicians’ preparedness: a 1-year pilot study. American Journal of Disaster Medicine; 5:325-331.

Sena, L. (2010). Dossier Aluvião de 20 de Fevereiro de 2010 na Madeira. Funchal: Centro de Documentação do Museu Quinta das Cruzes.

Walsh, L., Subbarao, I., Gebbie, K., Schor, K. W., Lyznicki, J., Strauss-Riggs, K., ... and Hick, J. (2012). Core competencies for Disaster Medicine and Public Health. Disaster Medicine and Public Health Preparedness, 6: 44-52.

Publicado
2020-01-22