HÁ ALGO DE NOVO NOS INCÊNDIOS FLORESTAIS? OU AS PERPLEXIDADES DE UM LEITOR ATENTO

Resumo

Os (grandes) incêndios que ocorreram em Portugal, em 2017, refletem uma alteração no risco e na percepção do risco de incêndios florestais? Houve sempre incêndios nas florestas no sentido de fogos fora de controlo. Mas será que os incêndios que ocorreram em Portugal entre 17 e 24 de Junho e entre 14 e 16 de Outubro assinalam um padrão diferente nas respectivas causas e propagação, intensidades, consequências e enquadramento social e político? Quais serão os impactos na percepção pública da segurança ou do risco? O autor procura nos media nacionais e internacionais e em relatórios técnicos respostas a estas perguntas.

Palavras-chave

Incêndio florestal, risco, vulnerabilidade, comunicação social, percepção social.

  • Resumo visualizado = 49 vezes
  • PDF visualizado = 31 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-14
Como Citar
DE ALMEIDA, António Betâmio. HÁ ALGO DE NOVO NOS INCÊNDIOS FLORESTAIS? OU AS PERPLEXIDADES DE UM LEITOR ATENTO. Territorium, [S.l.], n. 26(II), p. 89-106, nov. 2018. ISSN 1647-7723. Disponível em: <https://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/5988>. Acesso em: 19 set. 2019.