Docente de Cinema: a relação possível entre emoção e razão

  • Ana Catarina Pereira LabCom.IFP, Universidade da Beira Interior

Resumo

O presente artigo pretende ser um encontro entre metodologias e diretrizes pedagógicas para o Ensino Superior e a docência em licenciaturas de formação artística, mais especificamente, na área de Cinema. Habitualmente lecionados por antigos profissionais ou investigadores da área, sem uma formação pedagógica que os/as prepare para a exposição pública inerente à atividade de docente, nem tão pouco para a sistematização de conteúdos adequados ao corpo discente, estes cursos são também frequentados por alunos/as com necessidades, expectativas e referências heterogéneas, tornando particularmente necessários o debate e a reflexão sobre modelos e técnicas a aplicar em aula. No caso de estudo que aqui se apresenta, a regência da unidade curricular de História e Estética do Cinema Português, na Universidade da Beira Interior, atribui o mote a uma breve dissertação em torno de objetivos e metodologias com potencialidade de adaptação à formação de futuros/as cineastas. A tentativa de equilíbrio das vertentes teórica e prática, bem como a necessidade de preparação para o mercado de trabalho – no qual, por tratar-se de uma disciplina de final de curso, alunos e alunas irão previsivelmente entrar nos meses seguintes – têm ditado a evolução da experiência, permitindo-nos chegar a algumas conclusões sobre novos modelos educativos e a sua aplicação ao Ensino Artístico.

Palavras-chave

pedagogia; artes; autonomia; cânone; empatia

  • Resumo visualizado = 161 vezes
  • PDF visualizado = 231 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-21
Como Citar
PEREIRA, Ana Catarina. Docente de Cinema: a relação possível entre emoção e razão. Revista Portuguesa de Pedagogia, [S.l.], n. 51-2, p. 29-49, dez. 2017. ISSN 1647-8614. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/rppedagogia/article/view/4877>. Acesso em: 15 nov. 2018.
Secção
Artigos