O PAPEL DA PERCEÇÃO E COMUNICAÇÃO NA MITIGAÇÃO DO RISCO DE TERRAMOTO

Resumo

A formação e educação cívica constitui uma das mais importantes e poderosas ferramentas para uma maior consciencialização e perceção dos cidadãos para o risco sísmico, desempenhando um papel fundamental na construção de sociedades mais resilientes. No entanto, por exigir o envolvimento de todos os cidadãos sem exceção, a promoção de uma cultura de risco representa um desafio transversal à nossa sociedade. Reconhecendo a perceção de risco como um aspeto fundamental para o desenvolvimento e implementação de estratégias de informação e comunicação do risco terramoto, este artigo apresenta os resultados de uma campanha de sensibilização realizada no âmbito do projeto de investigação URBSIS que consistiu na recolha e tratamento das respostas a um questionário elaborado com o objetivo de avaliar a perceção dos cidadãos para esta problemática. O questionário teve como público alvo os residentes do Bairro Ribeirinho da cidade de Faro e a comunidade técnica local ligada, direta ou indiretamente, aos setores da construção e do planeamento urbano.

Palavras-chave

Mitigação do risco sísmico, perceção e comunicação do risco, educação para o risco.

  • Resumo visualizado = 17 vezes
  • PDF visualizado = 12 vezes

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-01-18
Como Citar
MAIO, Rui; FERREIRA, Tiago Miguel; VICENTE, Romeu. O PAPEL DA PERCEÇÃO E COMUNICAÇÃO NA MITIGAÇÃO DO RISCO DE TERRAMOTO. Territorium, [S.l.], n. 25(II), p. 69-78, jan. 2018. ISSN 1647-7723. Disponível em: <http://impactum-journals.uc.pt/territorium/article/view/4259>. Acesso em: 16 nov. 2018.
Secção
Artigos